As multidões e o império

R$ 25,00
. Comprar  
A ideia deste livro nasceu em meio às manifestações contra a reunião do grupo dos oito países mais ricos do mundo (g-8) em Gênova, na Itália, nos dias 19, 20 e 21 de julho de 2001. A forte repressão policial, marcada por prisões, espancamentos e tortura, além da morte de um jovem, corroborou a lógica de guerra do governo Berlusconi, metonímia da dinâmica unilateral da política externa norte-americana (exemplificada pela recusa ao tratado de Kyoto, pelo abandono da Conferência de Durban sobre racismo e pela rejeição ao controle de armas biológicas). O objetivo inicial de compreender a “política das multidões”, a partir de suas origens, sua força e seus desafios, foi ampliado pelo atentado de 11 de setembro em Nova York. Impossível restringir-se a Gênova com a fumaça sinistra dos escombros do World Trade Center, centro financeiro do mundo “imperial”, obscurecendo o horizonte do “movimento dos movimentos”, também ele alimentado pelos mecanismos da globalização.
• Prazo para postagem:
Veja também