O último processo de Kafka, de Benjamin Balint

R$ 64,90
. Comprar  
Quando Franz Kafka morreu, em 1924, seu amigo leal Max Brod não conseguiu cumprir a última instrução de Kafka: queimar seus manuscritos restantes. Em vez disso, Brod dedicou sua vida a defender o trabalho de Kafka, resgatando seu legado da obscuridade e da destruição física. Quase um século depois, uma batalha legal internacional eclodiu para determinar qual país poderia reivindicar a propriedade: o estado judeu, onde Kafka sonhava em viver, ou a Alemanha, onde as três irmãs de Kafka morreram no Holocausto? Benjamin Balint oferece um relato emocionante do polêmico julgamento nos tribunais israelenses - repleto de dilemas legais, éticos e políticos - que determinou o destino dos manuscritos de Kafka.

Tradução: Rodrigo Breunig

Benjamin Balint, americano-israelense nascido em 1976, é jornalista, escritor e tradutor. Vive em Jerusalém e escreve para jornais como The Wall Street Journal, Die Zeit e Haaretz. Seu primeiro livro, Running Commentary, foi publicado em 2010. O último processo de Kafka ganhou em 2020 o Prêmio Sami Rohr de Literatura Judaica.
• Prazo para postagem:
Veja também