Além do Rio dos Sinos, de Menalton Braff

R$ 44,00
. Comprar  
Romance vencedor do Prêmio Machado de Assis - Biblioteca Nacional, melhor romance do ano 2020

Este novo romance de Menalton Braff, revela um Brasil profundo, obscuro, esquecido, ignorado pelos viventes das grandes cidades, cuja trepidação fremente invade os noticiários televisivos, que sobrevivem de tragédias e sangue. O espaço onde se desenrola o enredo é o Vale do Rio dos Sinos, lugar em que se dá o embate morro x várzea, cerne dos conflitos dessa narrativa prenhe de infortúnios silenciosos, não menos trágicos, todavia, do que aqueles que estampam as primeiras páginas dos jornais. A luta inglória dos solitários habitantes do morro infértil, cravado de pedras, e o sonho de habitar a várzea, menos inóspita àqueles que tiram da terra a sobrevivência, permeiam a vida dos protagonistas – Nicanor e Florinda. Ele, órfão ainda jovem, nenhum estudo, ambicioso, fraco, dono do Morro do Caipora, que herdou da família morta, submete-se ao assédio e ao poder dos mais ricos; ela, filha de fazendeiro, órfã de mãe, encarna força e coragem para quebrar tradições morais e sociais, apesar de viver num mundo patriarcal. Estruturado em dois planos temporais, da Segunda Guerra Mundial à Ditadura Militar do Brasil, passado e presente correm paralelos até convergirem numa única estrada que leva o leitor a desbravar os mesmos caminhos e percalços trilhados por Florinda e Nicanor: as agruras da natureza, a criação dos filhos, o contato diário (quase humano) com os animais. Nesse Vale perdido no mapa e no tempo, o autor constrói um microcosmo no qual o leitor mergulha embalado pela oralidade e poeticidade da linguagem: podem-se ouvir o uivo do vento no morro e o som cantante das pedras do Rio dos Sinos. Amor, ódio, traição, vingança, rancor e morte são temas candentes que se articulam – trágica e poeticamente – neste Além do Rio dos Sinos, de onde desponta, sobretudo, a força de uma mulher que ousou comandar sozinha a rédea de seu destino.
• Prazo para postagem:
Veja também