Escalpo, de Ronaldo Bressane

R$ 40,00
. Comprar  
Para narrar o emaranhado de situações paradoxais e convulsionadas sequências de fatos acumulados dos nossos tempos, Ronaldo Bressane constrói Escalpo com grande fôlego. E nesse tipo de apneia da escrita, prende a respiração e mergulha, nadando por baixo dos maneirismos de metalinguagem de superfície da literatura contemporânea, num universo que mescla o marginal e o pop numa prosa cheia de vigor. Ian Negromonte é um quadrinista gaúcho decadente, ainda que jovem. Na esteira de uma crise pós-separação e em meio às manifestações de 2013, somada aos perrengues financeiros, nosso herói vê sua história se cruzar com a de Miguel Ángel Flores, escritor chileno que chegou ao Brasil como um jovem fugitivo da ditadura de Pinochet. O velho, que precisa acertar contas com o passado, instiga Ian a encarar uma longa e inusitada jornada, que o leva – e nos leva junto – a diversas paisagens da América do Sul, incluindo a nossa Paraty. Mesmo nesse lugar aparentemente paradisíaco, Ian investiga o que está por trás dos clichês cotidianos e dos sorrisos de turistas. Os buracos são muito mais embaixo, camaradas. Ronaldo Bressane conhece todas as armadilhas da escrita, seja para evitá-las, seja para lançar pistas ao leitor nas horas certas ao longo do romance. Por isso é que Escalpo, com suas cenas permeadas de crueldade e repleto de peripécias, é um thriller de ação irresistível.
• Prazo para postagem:
Veja também