2020, o ano que não começou - Org. de Marcelo Nocelli

R$ 54,00
. Comprar  
Depois de quase um ano em isolamento, apesar das festas clandestinas, apesar da negação do presidente e seus apoiadores, apesar da falta de oxigênio nos hospitais, apesar da morte cada vez mais perto de todos nós, é cada vez mais difícil se manter isolado. As pessoas precisam voltar ao trabalho, se locomover, viver e, com isso, involuntariamente, voltar a proliferar o vírus. E esse período da história, em que estamos inseridos, que os textos deste livro: contos, crônicas, ensaios e poemas registra, das mais variadas formas, seja pela ficção, seja pelo relato de um real-surreal. Um período complexo demais para ser apreendido em uma só visão. Com a participação destes 40 autores, esperamos não ter realizado apenas um relato dos fatos, mas também a reconstituição de sonhos, do imaginário, das mentalidades, dos sentimentos, do clima e do comportamento destes tempos tão sombrios e ainda tão vivos em todos nós, neste momento. 40 escritores que não perdoarão a falta de políticas públicas na tentativa de contenção do vírus, por conta de ideologias ultrapassadas de um presidente facínora. E, ainda que de uma forma adaptada para os tempos de hoje, como disse Zuenir Ventura, na introdução de seu 1968, o ano que não terminou: “O conteúdo moral e a melhor herança que a geração de 2020 poderia deixar para um pais cada vez mais governado pela falta de memória e pela ausência de ética”. Este livro é resultado das campanhas de financiamento coletivo da Editora Reformatório e da Blooks Livraria. Todos os textos foram cedidos pelos autores, em apoio a estas campanhas, contribuindo também, dessa forma, com um registro literário de um ano tão conturbado. Mas esta é, também, uma das funções de um livro.
Veja também