Ela disse, de Jodi Kantor e Megan Twohey

R$ 49,90
. Comprar  
Em 5 de outubro de 2017, as jornalistas Jodi Kantor e Megan Twohey, do New York Times, publicaram uma reportagem bombástica, que mudaria para sempre o debate sobre assédio e abuso sexual. A partir de uma longa e delicada pesquisa, elas descobriram que Harvey Weinstein -- produtor de Hollywood responsável por construir e alavancar a carreira de atrizes como Gwyneth Paltrow e Jennifer Lawrence -- não apenas assediava mulheres, mas tinha a seu favor uma rede antiga e eficiente de advogados que comprava o silêncio das vítimas em troca de vultosos pagamentos. A revelação foi o estopim para que outras mulheres -- famosas e anônimas -- compartilhassem suas histórias, fazendo do #MeToo um movimento global e que atingiu praticamente todos os setores da vida pública. Com uma riqueza de detalhes extraordinária, Kantor e Twohey descrevem os bastidores eletrizantes de uma das reportagens mais importantes da década, refletem sobre o futuro do #MeToo e do feminismo e trazem testemunhos das mulheres que se manifestaram -- pelo bem de outras, das gerações futuras e delas mesmas.

"O #MeToo foi um tsunami que liberou ondas e águas represadas há dois milênios. O movimento fala por mim, por você, por todas as mulheres que eram tão sufocadas que nem percebiam que assédio era assédio."
-- Heloisa Buarque de Hollanda

"Não acredito que uma história tão recente -- e da qual eu pensava que já sabia tanto -- era na verdade um thriller de tirar o fôlego. Meu reconhecimento a Jodi e Megan pela coragem, mas também às mulheres que se arriscaram para proteger as outras e mudar essa cultura."
-- Natalie Portman

"Um clássico instantâneo do jornalismo investigativo."
-- Washington Post

"Uma versão feminista de Todos os homens do presidente."
-- The New York Times Book Review
• Prazo para postagem:
Veja também