De como o mulato Porciúnculo descarregou seu defundo, de Jorge Amado

R$ 42,90
. Comprar  
Obra-prima dentre as narrativas breves de Jorge Amado, De como o mulato Porciúncula descarregou seu defunto foi publicado originalmente na revista Senhor, em 1959, e editado em livro apenas em 2004, numa coletânea de contos. Narrada justamente como conversa de bar, conta, a rigor, duas histórias. Uma oculta, a do taciturno Gringo, que mesmo depois de beber litros de cachaça não se dispunha a falar sobre a morte que carregava nas costas, segundo diziam. E a outra, que se desvela aos poucos, a do amor platônico entre o mulato Porciúncula e Maria do Véu, prostituta obcecada por casamentos que ele conhece em Salvador e que havia sido expulsa de casa a pauladas, aos quinze anos, depois de perder a virgindade com o filho de um coronel.
• Prazo para postagem:
Veja também